Pular para o conteúdo principal

Vivendo num mundo sem ética


Enquanto vivemos neste mundo precisamos ser sábios. Prudente como as serpentes e símplices como as pombas (MT 10:16).

Uma das coisas que este mundo vai tentar colocar na nossa cabeça é que é impossível ser ético, portanto todos nós temos que dar nossos jeitinho e colecionar nossos segredos - este é o jogo.

Sabe, a melhor maneira de enganar as pessoas é com meias verdades, pois isso causa confusão, e este é o jogo preferido de Satanás. De fato não é possível ser plenamente ético neste mundo, qualquer pessoa que deseje ser sincera terá que admitir isso (pelo menos estará sendo ética até este ponto). Então, até esta parte o mundo está com a razão. O problema é o que vem depois do "portanto". Portanto... "todos nós temos que dar nossos jeitinho e colecionar nossos segredos". Como se os olhos do Senhor não estivessem atentos ao que ocorre depois do "portanto", e Ele não fosse julgar essas coisas também.

Mas, dizia eu, a meia verdade é a arma favorita do diabo, o causar confusão - ele usou desse expediente com Eva no Éden, causando a Queda da humanidade (GN 3:1-5). Diferente do que Deus disse ao profeta Samuel para fazer, quando a verdade colocaria em risco a vida dele (1SM 16:1-3), Deus não disse para mentir, nem para dizer uma parte da verdade. Ele disse a verdade ao ser perguntado sobre o propósito de sua presença, mas não deu satisfação de tudo o que Deus falou ao seu coração (obs: do que Deus falou ao seu coração e não de intentos do seu próprio coração, que fique bem dito). Vejo nisso a unidade com Mateus 10:16 acima, o profeta foi prudente, mas também inofensivo. O que aprendo aqui é que a Bíblia preserva a ética de capa a capa, entretanto Deus é soberano para fazer com que possamos viver de maneira ética sem o "portanto" do mundo.

Jesus disse: "Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus" - Mateus 5:20.

Temos que ser éticos, isso não é uma opção. Mas, de fato não somos a melhor espécie para se confiar integralmente, pois somos pecadores. Aqui entra a diferença (ML 3:18), aqui entra a fé, a qual muitos fanáticos deste século acham que existe para fazer espetáculos e atender ao desejo dos homens. 

"Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas" - 1 Pedro 1:9.

Pedro também diz que nossa salvação está, pela fé, guardada pelo poder de Deus (1PE 1:5). Portanto, é possível ao salvo ser ético. O nosso "portanto" é diferente do mundo. Deus nos dá graça para a verdade completa. O caminho é buscar a Deus e conformar-se com a vontade divina, que sempre conduz ao melhor (JR 29:11; RM 12:2).

Acerca das Palavras de Jesus em Mateus 5:20 acima, de que a nossa justiça deveria exceder a dos escribas e fariseus, John MacArthur, em sua Bíblia de Estudo, comenta: "O farisaísmo tinha uma tendência de suavizar as exigências da lei ao concentrar-se apenas na obediência exterior. Nos versículos que se seguem, porém, Jesus mostra que a justiça à qual a lei chama de fato envolve uma conformidade interior ao espírito da lei, em vez de simples concordância exterior com a letra", isso significa que não adianta apenas praticar. Por exemplo, uma pessoa pode ser totalmente honesta com o Receita Federal, pagando todos os seus impostos em dia, porém, se esse dinheiro vem de fins escusos, por óbvio a pessoa está errada; para a Receita ela é uma boa pagadora, mas o "como" ela fez isso - a ética - é errado.

Jesus disse, no meu entendimento, que devemos ser mais justos do que os grupos religiosos dos escribas e fariseus, ou seja, não recorrer a nós mesmos para tentar viver a justiça, mas reconhecer que de nós nada bom pode vir (MC 7:21-22; IS 64:6) e buscar a Sua graça para conseguir fazer e viver o que é certo. Isso é um processo. Há 300 anos atrás, sobre esta mesma passagem de Mt 5:20, Matthew Henry disse que devemos negar a nós mesmos confiar somente na justiça de Cristo!

Resumindo, a questão não está ligada diretamente (embora passe por) a "fazer ou não fazer" (pensamento dos escribas e fariseus), mas a "como" conseguir cumprir o que é correto. Devemos buscar sabedoria, graça; devemos buscar ao Senhor. Fazer como Samuel fez e sermos sinceros e honestos com Deus quando estivermos diante de um conflito ético - e serão muitos para os servos fiéis - e que não conseguimos fazer, porém não queremos nos envolver com aquilo. O mundo usa a incapacidade de justiça humana para tentar validar a vasão que dão ao pecado; o salvo buscar a justiça de Deus e nEle sempre terá um escape, uma vitória, um conforto pelo Espírito Santo. 

Assim é o caminho que a Bíblia nos mostra para essa realidade que encaramos neste mundo mau. 

E você, como percebe essa situação? Tem alguma experiência prática para contar? Deixe seu comentário abaixo.

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…