Pular para o conteúdo principal

Teololatria: os adoradores de suas teologias


Quando vejo os homens adorando e idolatrando as suas teologias, lembro da passagem de Daniel 5.4, onde os ímpios bebiam vinho nas taças tiradas do Templo do Senhor, louvando aos "deuses" de ouro, prata, bronze, ferro, madeira e pedras - todos materiais perecíveis, desde o que consideramos mais nobre ao mais comum. Usavam coisas de Deus, porém para fins humanos, egocêntricos e institucionais.

É uma idolatria quando vemos pessoas SEMPRE dizendo "a nossa teologia é mais bíblica, a melhor, a mais correta, a melhor para instruir nisso ou naquilo".

Olho pasmado para a adoração aos textos antigos escritos por grandes teólogos, mas que desejavam era a glória de Deus e a edificação da Igreja e hoje há pregadores e pastores com taças de vinho nas mãos, embevecidos, idolatrando seus "deuses", i.e, suas teologias - "as melhores, as mais bíblicas, as corretas, as mais importantes, as ortodoxas". As outras são: "heresias, desvios de doutrina, paganismo; são obscuras, confusas, rasas, insuficientes, frágeis, não cristocêntricas etc, etc, etc".

Fica essa teololatria e arrogância, sempre querendo inferiorizar tudo aquilo que não recebe o seu selo e corte teológico (os quais têm como segurança da alma). Precisava um psicólogo analisar o porquê disso (...). A vida passa e eles continuam: "a nossa teologia é a melhor, a mais bíblica, a correta, a perfeita, blá, blá, blá...". Via de regra as colocações dos tais é permeada de deboche e escárnio (o que não são frutos da Regeneração). Até entendo pegar pesado com um líder religioso e confrontar suas heresias. Mas, os tais em questão, apontam suas línguas afiadas às ovelhas, ao rebanho - muitas vezes engodadas mesmo, que precisariam era da Palavra - e não de suas críticas - para enxergar a luz do Evangelho. 

Com a Palavra, a Bíblia (o contexto fala dos mestres da fé, da verdadeira sabedoria e de modo como se semeia o fruto da justiça):

Tiago 3
1 Meus irmãos, não vos torneis, muitos de vós, mestres, sabendo que havemos de receber maior juízo.
2 Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo.
3 Ora, se pomos freio na boca dos cavalos, para nos obedecerem, também lhes dirigimos o corpo inteiro.
4 Observai, igualmente, os navios que, sendo tão grandes e batidos de rijos ventos, por um pequeníssimo leme são dirigidos para onde queira o impulso do timoneiro.
5 Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes coisas. Vede como uma fagulha põe em brasas tão grande selva! [É o que muitos têm provocado no seio da Igreja, no lugar de edificação]
6 Ora, a língua é fogo; é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno. [Honestamente? Acredito que muitos estão se deixando usar pelo diabo e pela natureza humana decaída, v.15. Pela nova natureza que não é].
7 Pois toda espécie de feras, de aves, de répteis e de seres marinhos se doma e tem sido domada pelo gênero humano;
8 a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero.
9 Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
10 De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim.
11 Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso?
12 Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce.
13 Quem entre vós é sábio e inteligente? Mostre em mansidão de sabedoria, mediante condigno proceder, as suas obras.
14 Se, pelo contrário, tendes em vosso coração inveja amargurada e sentimento faccioso, nem vos glorieis disso, nem mintais contra a verdade.
15 Esta não é a sabedoria que desce lá do alto; antes, é terrena, animal e demoníaca.
16 Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins.
17 A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento.
18 Ora, é em paz que se semeia o fruto da justiça, para os que promovem a paz.

>>> Que tal pregar a Bíblia? É incrível quando nos atemos a Palavra de Deus e podemos observar o quando ela faz Sua obra maravilhosa na vida dos homens. <<<

Desses tais, muitos sabem "tudo" sobre o século 1, 2, 16, 18, etc, etc... mas pouco sobre o século 21. Talvez, o dia em que virar história, então irão se debruçar sobre ele e querer entendê-lo e buscar respostas na Bíblia (e não na tradição) - mas ai é tarde demais!

Umas das qualidades que mais admiro em Lutero é sua teologia direcionada a atender as necessidades da sua época, a servir a Deus em sua geração (At 13.36). Sim! Ele falou sobre verdades eternas, algumas das quais Calvino sistematizou, por exemplo.

Claro, tudo é importante - e destaque-se: necessário -, a história, a teologia (eu não teria me formado em teologia se eu não gostasse)... porém... somente a Deus a Glória!

"Santifica-os na verdade; a Tua palavra é a verdade". (Jesus, em João 17.17)

John Piper escreveu:
Muitos pastores, especialmente aqueles que amam a gloriosa visão do ser de Deus, de Sua beleza e de Seu plano de salvação, têm uma inclinação para a erudição que ameaça intelectualizar demais a fé cristã; isso significa que eles tornam a fé cristã principalmente em um sistema a ser meditado, e não uma maneira de vida e ser vivida. É claro que a fé cristã é tanto um sistema como uma vida. Mas o perigo é que se pode fazer toda a coisa parecer acadêmica, em vez de uma coisa real e arrebatadora do coração.¹
Com isso ninguém está dizendo que não se deve pensar, que se está anulando a erudição na meio cristão, que não se usem os cérebros e mais um amontoado de viciosos argumentos que costumam proferir como uma máquina, quando deparam com afirmações como essas que faço. Tais argumentos já desgastaram. O perigo está na questão sublinhada acima, na fala de Piper. Ninguém está dizendo que não se deve estudar e pensar (repito: já cansou esse argumento). O grande problema é a teololatria; há a necessidade de se voltar ao centro: a Palavra de Deus - PURA - sem a tradição. E também há a necessidade de se deixar de ser infantil: estão sempre certos - e estão sempre explicando o porque estão certos -, o tempo todo, nunca erram, sempre há uma explicação (mesmo ao custo de "puxadinhos teológicos" e exegeses cara de pau com tom de voz macio e de detentores de toda a verdade). Na ótica deles o mundo é que não os entende, para eles, o problema reside nisso, e não em si mesmos. Arrogam para si a hermenêutica correta, veem-se e projetam-se como repositórios de toda a verdade e a teologia deles é a melhor para todo fim. Não é assim que se semeia o fruto da justiça.

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra". 2 Tm 3.16-17

Ela é suficiente - a Palavra de Deus.

Sim! acredito que podemos e devemos extrair boas coisas das teologias saudáveis construídas ao longo da caminhada da Igreja na terra - como podemos retirar coisas boas até dos livros apócrifos da Bíblia! Porém, nada disso é inspirado para que mereça essa idolatria e dedicação de vida toda. Podemos manter nossa tradição evangélica, protestante, e extrair o bem, mas guardando-se as devidas prioridades, para que não caiamos no mesmo erro medieval, e, de herdeiros da Reforma, não nos tornemos é necessitados de uma; portanto... Sola Scriptura!

Leandro Hüttl Dias


Citação:
¹ PIPER, John; CARSON, D.A. O pastor como mestre & o mestre como pastor. São José dos campos: Editora Fiel, 2011, p.57-58.

Comentários

  1. Muito bom Leandro. Texto com muita reflexão madura. Abraços calorosos de João Pessoa,
    Em Cristo,
    Tiago Souza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tiago! Quanto tempo e saudades, rapaz!
      Amém, graças a Deus por isso. Sabe, há uma hora que cansa de ver tanta gente com bom conhecimento que poderia edificar, mas que ficam sempre com seus distintivos de paladinos da verdade, em contendas que a Bíblia não ensina nem aprova. É possível que muitos portadores de tanto conhecimento desperdiçado ajam assim por falta de algo indispensável, que muito irmãozinho simples, sem erudição, tem: Regeneração; temos, portanto, vários Nicodemos precisando de um encontro real com Cristo - e não com as Teologias Sistemáticas somente (embora elas sejam tão boas, quando nas mãos de nascidos de novo).
      Abração, querido, recebo o calor de João Pessoa e mando o de Goiânia para vcs, rsrs (estamos quentes, então,rs!).
      Leandro

      Excluir

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente :) !

Obs.: Caso você tenha dificuldade em publicar seu comentário, verifique o campo Comentar como e selecione Anônimo. Depois, faça seu comentário e assine no final. Pronto! É só aguardar a publicação dele, o que normalmente faço em até 24h.

Postagens mais visitadas deste blog

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…

Atenção: Novo Blog!

Convido você a visitar meu novo blog: pastorleandro.com.br

Depois de muitos anos usando a ferramenta Blogger/Blogspot, resolvi migrar este trabalho para outra plataforma, passando a utilizar o Wordpress, visando o uso de novas ferramentas.
Sou grato a Deus e aos desenvolvedores da plataforma que usei até aqui por me fazerem aprender muito sobre a arte de blogar.
Convido você a visitar meu novo blog: pastorleandro.com.br
Este blog permanecerá online por tempo indeterminado, uma vez que os mecanismo de busca do Google sempre o localizam e enviam acesso; mas todo o seu conteúdo também está disponível na nova plataforma.
Continuemos a caminhar juntos no novo ambiente online, muito obrigado a você por acompanhar este trabalho, para a glória de Deus!
Pr. Leandro Hüttl Dias pastorleandro.com.br