Pular para o conteúdo principal

Evolução na mente, passos atrás no coração: a máquina de escrever e a balada


Eu sempre gostei de escrever. Para mim é um prazer. Desde a época em que eu usava a máquina de escrever de "carro grande" do colégio da minha mãe, para "bater" o "ll jornal" até hoje, passaram-se alguns anos. O "ll jornal" era um jornal datilografado, produzido por mim e pelo filho de uma das professoras do colégio, ele chama-se Luciano, por isso "ll", Leandro e Luciano. 

Depois, enfrentei a fase que na minha opinião é a mais difícil: a adolescência e o início da juventude. Foi quando, então, aconteceu o maior milagre que pode ocorrer na vida de uma pessoa: eu me converti. Jesus me alcançou. Conhecê-lO foi tudo para mim, de fato uma guinada de 180º. Minha conversão foi algo muito claro, muito nítido entre um "antes e um "depois". Vim de família católica, e embora eu não conhecesse Jesus, sou grato por minha família ter me passado e mantido o conceito de Deus, da existência dEle; há muitas crianças crescendo nessa era sem essa oportunidade e chance ímpar. E meu coração sente isso. São sobre essas coisas que vou escrever.

Cresci, tive momentos inesquecíveis em minha nova igreja, onde vivi parte da juventude como cristão. Depois, graduei-me em Teologia, casei e hoje sou adulto. São todas fases bem definidas quando se é cristão. Mas, no mundo isso não fica bem claro hoje para todas as pessoas. Há muitos que ainda "são jovens", não cresceram, mesmo estando com mais de 40 anos. Não me refiro ao estado de juventude, mas, infelizmente, à responsabilidades, objetivos: a completa falta ou distorção deles.

E é sobre isso - e um tanto mais -, que me pego olhando no dia-a-dia ao nosso redor. Essa tem sido a meditação conjunta do meu coração e mente. Cada dia temos homens menos interessados em amadurecer, e mulheres querendo o papel desses homens, portanto há vagas para "mulheres" - e aí há homens que querem preencher tais posições. São contra-sensos, choques cerebrais. Não, não é evolução nem modernização.

São dias difíceis, desde o "ll jornal". Da mudança das teclas que uso hoje até dos fatos que se têm para escrever e comentar, tudo o que se vê é: decadência e evolução(!). Como assim? Muitos valores denegriram-se desde as duas épocas das imagens acima que usei para esse post (a balada e seu conteúdo serve para ilustrar isso). E muito conhecimento e tecnologia evoluiu e avançou (a imagem da máquina de escrever vista na tela do seu computador, e o sumiço daquela, demonstram isso). Evolução na mente, passos atrás no coração.

Às vezes eu sinto angústia, o peso de uma preocupação de como será a sociedade no futuro. Olho com pesar para as escolhas que as pessoas estão fazendo em nome do "politicamente certo", da "corrente do bem", da "liberdade", etc. Entregam-se aos mais obscuros enganos e dizem "estamos bem".

No que será que dará essa geração filha das creches? Filha de "casais" do mesmo sexo? Meu coração tem se contorcido - é a melhor definição que tenho em palavras no momento. E minha mente tem se preocupado.

Não! Não é que eu não tenha esperanças. Não é que eu não creia que Jesus tudo pode. É que eu sei que não serão todos que abraçarão a fé - a única opção de salvação. Eu sei que muitos vão se corromper ainda mais; entrarem em mais paixões do mundo e se afastar de Deus - é compaixão.

Claro que para os que forem sendo salvos a história é outra! O verdadeiramente salvo persevera, pela graça, ele luta para vencer as barreiras do caminho. A grandeza e bondade de Deus são sem limites. Mas para a salvação só há um único caminho, que é Jesus, e uma única chance: aqui nessa terra.

Sei que dedilharei muita coisa difícil acerca dos incrédulos que não se converterem ao caminho de Jesus (não das igrejas), mas sei que escreverei coisas que glorifiquem ao Seu nome, quando ver mudanças de vidas, tão marcantes - como foi a minha.

Gosto de escrever, e é sempre acerca dessas mudança que eu quero registrar. Sem dúvida veremos coisas terríveis ainda ocorrerem neste mundo. Mas, para os que vão sendo salvos pelo amor e graça de Deus, veremos "maravilhas sem par".

De fato eu sou um cristão preocupado, mas tenho esperança. E ela é maior, porque "se pela transgressão de um só [Adão] a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo. Conseqüentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens". Rm 5:17-18. Evangelizemos e oremos.

Soli Deo Gloria.

Leandro Hüttl Dias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…