Pular para o conteúdo principal

Acerca da exclusão da frase "Deus seja louvado" das notas de Real

Tal pedido foi feito pelo mesmo procurador que já se opos judicialmente contra um pastor evangélico, sob acusação de "homofobia", usando uma farsa, criada através de uma video-montagem. Acho estranho e grave (parafraseando a ministra Carmem Lúcia, STF), um procurador da República usar de tal artifício. Acredito que ele possa se manfestar em defesa de suas idéias; porém, enganar para atingir qualquer fim, é um ato ao qual um procurador da Repúblia deveria se opor pela própria natureza do seu cargo.

Veja esse pequeno texto abaixo que cita a manifetação do próprio Banco Central, reagindo ao pedido do procurador da República Jefferson Aparecido Dias:
O Banco Central acredita que a expressão não é ilícita por não defender nenhuma religião, citando que o Estado é laico, mas não é ateu ou antirreligioso. “O Estado, por não ser ateu, anticlerical ou antirreligioso, pode legitimamente fazer referência à existência de uma entidade superior, de uma divindade, desde que, assim agindo, não faça alusão a uma específica doutrina religiosa”, diz o parecer do BC.

O texto do BC que fala sobre este assunto traz o posicionamento do especialista Ives Gandra Martins lembrando que a “Constituição foi promulgada, como consta do seu preâmbulo, ‘sob a proteção de Deus’, o que significa que o Estado que se organiza e estrutura mediante sua lei maior reconhece um fundamento metafísico anterior e superior ao direito positivo”.

(Fonte:http://noticias.gospelprime.com.br/deus-seja-louvado-real-igreja-catolica/)
Acho que esse texto diz tudo. Ser laico não é ser ateu, ainda que o Estado defenda o direito de alguém o ser, se quiser.

As pessoas não têm noção do que estão plantando. Não pela retirada da frase da nota somente, mas pela retirada de Deus dos seus corações e das mentes, numa época, mais do que nunca, em que urge ao ser humano o alcance da paz.

Contudo, tais pessoas mostram a necessidade humana de uma autoridade sobre si, pois estão, de alguma forma, colocando o Estado acima de Deus, o que o texto do BC também desaprova, lembrando que a Constituição (laica) foi promulgada sob a proteção de Deus. A Bíblia diz que as autoridades constituidas são ministros de Deus, "por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço" RM 13:6.

Mas, com a questão levantada pelo procurador, vemos que agora não estamos falando "apenas" de religião ou placas de igreja, mas da existência de Deus. Está indo longe - muito além de discussão acerca de instituições religiosas. Não temos agora no cenário apenas uma cristofobia - que discrimina a religião cristã e seu preceitos; porém consolida-se também uma teofobia.

O Estado DEVE ser separado da Igreja, pois nem todos crerão. Contudo, isso não deve criar uma postura cruel contra Deus, nem mesmo discriminação contra a esfera espiritual, num país de tradição e maioria cristã. A moeda corrente estampa muitos símbolos da cultura da nação, e a crença na existência de Deus (independente de como essa expressão aconteça), é cultura brasileira. Se fosse o caso, então posso querer que se tire o mico-leão-dourado, porque parte da população não gosta dessa espécie?? (A propósito, mico-leão-dourado é criação de Deus, e, como toda a criação, é um dos motivos para que Deus seja louvado).

Deus não precisa das notas de dinheiro para Seu louvor. Ele tem pessoas de carne e osso que o fazem com sua boca e com sua vida - de livre e espontânea vontade. O Estado é laico, mas não excludente da existência de divina. Creio que muitos ativistas precisam entender que ser laico não é ter ódio contra Deus e que a retirada de "Deus seja louvado" das notas do Real não atende a premissa laica do Estado Democrático de Direito.

Por fim, entendamos: a reflexão feita não é em função de que o Estado precise ter a frase na nota, contudo, é sobre a intenção que há por trás de querer tirá-la. O que realmente move alguém a gastar tempo e entrar num processo em busca desse feito?

Pense nisso,
Leandro Hüttl Dias

Comentários

  1. Leandro,
    Apenas para lhe mostrar o meu pensamento sobre o tema:
    Sobre a frase Deus seja Louvado, ele realmente deve ser louvado e acredito plenamente em Deus. Porém, não acredito que tal frase se justifique para constar no nosso dinheiro.
    Entendo Leandro, que a retirada da frase das notas do Real é bastante oportuna.
    Esse dinheiro que tantas alegrias e tranquilidade traz para muitos, por outro lado é motivo de discórdia entre as pessoas. Filhos que matam pais para herdarem, por exemplo, pessoas que são assassinadas para que bandidos se apropriem de dinheiro, e por ai vai.
    Fora isso, a corrupção é alimentada pela disputa do dinheiro, fora o crime que é feito, assim como a exploração de mentes ignorantes e muitas vezes puras, que são manipuladas por falsos padres, pastores etc., com o único objetivo de tirarem, às vezes, o único dinheiro que possuem para sua sobrevivência. É dinheiro na cueca, é dinheiro entregue nas sombras da corrupção, é a prostituição e o tráfico que é alimentado pelo dinheiro.
    No aspecto legal, a Constituição em seu artigo 5º, inciso VI:
    É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.
    Esse artigo não deve ser interpretado restritivamente. Devendo ser entendido que sendo inviolável a liberdade de consciência e de crença, literalmente se entende que sendo livre a liberdade de consciência e crença, você é livre para crer ou não crer, até mesmo em Deus (eu pessoalmente creio).
    Pesquisando a Bíblia sobre dinheiro, encontrei, em Provérbios 11:4:, uma frase que coloca a riqueza em segundo plano, e riqueza é consequência do dinheiro: "De nada aproveitam as riquezas no dia da ira; porém a justiça livra da morte".
    Na verdade, com toda a certeza, Deus não necessita que a frase continue constando no vil metal, Deus tem que estar em nossos corações, e, principalmente nas nossas atitudes atos e comportamentos. Deus tem que estar nas pregações sinceras, nos verdadeiros templos religiosos, seja lá qual for a linha seguida. Afinal, Deus é um só.
    Sei que você é Doutor no assunto, mas esse é o meu pensamento sobre o tema.

    Carlos Dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, pai!

      Ok, acredito perfeitamente que é possível retirar a frase do Real. Não estou nem mesmo batalhando contra isso. Assinei uma petição pública e encaminhei, apenas como um direito de cidadão, mas perceba que não estou fazendo barulho para ela continuar lá.

      Na verdade o problema que se pode enxergar é bem maior. Veja, se a frase estivesse para ser colocada lá, é uma coisa. Contudo ela já está, então, qual o propósito de querer tirar? É um propósito muito maior do que ser laico. A consituição foi promulgada sob a proteção de Deus. Logo vão retirar isso e, com o passar do tempo vão questionar Deus, Sua existência e achar que nem deve constar na Constituição o Seu Nome... "porque o Estado é laico".

      Essas posturas vão tirando Deus - e a existência dEle - do coração e da mente das pessoas. Pessoas simples vão observando isso e pensando... "ah... por fim era tudo balela mesmo 'esse negócio de Deus'", e vão cada vez mais perdendo respeito e reverência e afrouxando em valores. Se Ele existe deve ser lembrado, e devemos ouví-lO.

      Não me incomoda o dinheiro não ter uma frase de louvor, incomoda o coração dos homens se esfriarem. Não é que se aqueçam com uma frase no dinheiro. É que demonstra manifestações nunca antes vistas, cada vez mais distanciando-se de Deus. A questão da frase é só um reflexo.

      A Bíblia diz: "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará". - Mateus 24:12. Veja o capítulo todo... está falando do tempo do fim. Muitas das coisas já estão acontecendo. A retirada da frase é apenas uma amostra do esfriamento, é só reflexo como eu disse. Antes, poucas pessoas não creditavam em Deus (e não estou retirando o direito civil e até humano delas de fazerem isso - porque nem o próprio Deus retira), contudo, hoje existe MUITAS (como diz o versículo acima). Nesse "muitas" estão inseridas aquelas que da boca para fora dizem acreditar em Deus, contudo na prática não o fazem.

      E o agravante é que, comprovadamente, as pessoas e a sociedade é mais fria e até má, vamos colocar assim, quando se afasta de Deus. Estamos num mundo mal. Mais mal do que quando você nos dizia isso quando éramos apenas adolescentes... você já viveu mais do que eu e sabe disso. As manchetes dos jornais estão transborando balas, crimes, frieza... porque as pessoas estão se afastando de Deus, desta forma que a Bíblia já previa:

      2 Timóteo 3

      1 Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
      2 Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios,
      3 sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
      4 traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus.

      Isto é um retrato da nossa sociedade. Ou não é? Escrito há mais de 2.000 anos atrás. Apenas a aproximação de Deus pode curar o coração do homem.

      A minha questão não é com a nota impressa, mas com a impressão que está - e a que virá - no coração dos homens com ações como esta.

      Obrigado pelo comentário, pai! Deus os proteja sempre e tenham uma ótima semana!!!

      Excluir

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente :) !

Obs.: Caso você tenha dificuldade em publicar seu comentário, verifique o campo Comentar como e selecione Anônimo. Depois, faça seu comentário e assine no final. Pronto! É só aguardar a publicação dele, o que normalmente faço em até 24h.

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…