Pular para o conteúdo principal

1º de Abril - data do movimento LGBT / NERO GAY

 
O movimento LGBT é uma mentira em seu conteúdo:
  • Quem chamou homossexualismo de doença foram organizações mundiais de saúde como DSM e CID. Não foi nehuma instituição de cunho confessional. 
  • Quem apedreja e violenta homossexuais são não-religiosos.  
Por que colocar, então, os holofotes nos cristãos? Tal atitude é imatura e mentirosa. Parece que Nero¹ deixou um legado. E a militância gay soube muito bem comprovar que a história é cíclica, infelizmente no aspecto ruim dessa verdade!

Acho estranho que militantes gays se ofendam com uma opinião pessoal, no exercício cívico da liberdade de expressão, porém ofendem abertamente pessoas na expressão da sua fé (o que também tem amparo legal); chamando cidadãos que pagam impostos (que financiam as paradas gays) de "idiotas religiosos". Isto é intolerância religiosa, atitude antidemocrática.

Cristãos professos nunca apedrejaram homossexuais, sempre os convidaram para ir as suas igrejas. Eu mesmo, como cristão, já tive um funcionário homossexual, e sabia disso na entrevista e contratação, mas nem por isso deixei de elegê-lo ao cargo, é uma questão profissional. Era tratado em igualdade com os demais. Por sua vez ele nunca usou a empresa para fazer apologia ao homossexualismo, e eu sempre prezei por um ambiente profissional que fosse respeitado. Assim como todos os demais, ele também foi convidado - não foi discriminado - a ir num culto da igreja. Levamos junto o "namorado" dele, sem problemas, é uma alma e foi tratado com muito respeito, como um cristão trata a todas as pessoas! Ninguém no culto sabia que eles eram gays, o pastor não pregou sobre homossexualismo, não houve nenhum constrangimento, apenas respeito e amor, contudo ambos foram tocados por Deus e, um deles me abraçou chorando, reconhecendo que estava errado diante de Deus. E eu não o afastei, não tive nenhuma repulsa porque não havia razão de ter, é um ser humano como qualquer outro, e todo cristão sabe disso, o abracei igualmente e oramos. Na verdade ambos reconheceram em que situação estavam porque Jesus, falando do Espírito Santo, disse que é Ele que "convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo" (João 16:8).

Crsitãos jamais chamaram homossexulidade de doença, porque sabem que não é; de fato é pecado. Cristãos confessos, apesar de odiarem o pecado, sempre amaram os pecadores - simplesmente porque também são pecadores, hoje redimidos pela graça de Deus. É uma palhaçada o que o movimento LGBT tem feito, digno do imperador Nero¹! Sabemos que há muita grana rolando por trás também e muitos interesses escusos (como com o próprio Nero!)

Quem está agindo desprovido de lógica neste cenário?

O Brasil é laico. Isto quer dizer que não tem religião oficial, porém não é antirreligioso, antes protege todas as religiões em solo pátrio. A ação da militância gay, de querer parar a pregação evangélica e interferir no culto e na liturgia, é republicana? Ou uma flagrante falta de respeito e retrocesso ao pensamento, aplicando uma tirania numa República? Nem evangélicos tentam por vias políticas parar a pregação de outras religiões. Não fazem passeata para combater adeptos de outra fé que ridicularizam crentes, e, no passado até apedrejavam, igrejas cristãs. É inadimissível a intolerância religiosa numa República como o Brasil!

Ontem foi 1º de Abril, dia da mentira, vamos PENSAR... esse movimento dos ativistas homossexuais é ou não uma mentira para a democracia?

Pense nisso na HORA DE VOTAR, seja você cristão ou não: basta ser cidadão e pensar.

---
¹ Durante a noite de 31 de julho de 64 d.C., ocorreu em Roma um incêndio que devastou a cidade. Tácito (historiador) relata que, depois do incêndio, a população buscou um bode expiatório e começaram a circular rumores de que Nero era o responsável. Para afastar as culpas, o imperador Nero acusou os cristãos e ordenou que alguns fossem jogados aos cães, enquanto outros fossem queimados vivos e crucificados. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…