Pular para o conteúdo principal

PERDÃO POR CONHECIMENTO PRÉVIO

Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?

Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.
Mateus 18:21-22
Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?

Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.
Mateus 18:21-22
"Então Pedro, aproximando-se dele, disse: - Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus disse: - Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete" (Mateus 18:21-22).

Ao ser ofendido na cruz, dizia Jesus: - "'Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem'.' E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes" (Lucas 23:34).

Por que Jesus os perdoou no mesmo instante em que era atacado e que repartiam o que era Seu? Porque Ele “não necessitava de que alguém testificasse do homem; pois, Ele bem sabia o que havia  no homem" (João 2:25).

Então, por sabermos dos problemas do coração humano, entendemos também que as pessoas nos ofendem por desespero, despreparo, em função das escolhas erradas, por abraçar o pecado... da mesma maneira que podemos fazer com elas também.

Por esse motivo, há a necessidade do perdão em função do que já sabemos. Deus nos preenche de tal sabedoria e conhecimento através de Sua Santa Palavra e do Seu Santo Espírito. Na prática funciona assim: quando a ofensa ocorrer sobre uma pessoa que já tem este discernimento, a mesma recebe a agressão sobre o seu conteúdo prévio acerca da razão do outro estar ofendendo, agredindo; e por isso perdoa.

“Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.

No nosso caso, não que isso torne o perdoador melhor que o outro, no sentido de "Eu sou bonzinho, o outro, coitado, está nessa condição deplorável". Não perdoamos por pena. Perdoamos por amor. Por entender a condição humana, da qual somos parte.

Entendamos que o contexto de 70X7 de Mateus 18:21-22, nos ensina, através de uma parábola, a necessidade de perdoar para sermos perdoados por Deus. É difícil, porque, se somos ofendidos, achamos que na verdade nós somos bons, e que não temos que perdoar; e, às vezes, estendemos essa "santidade e bondade pessoal" à outras áreas da vida...

Isso gera uma "auto-justiça"; e só por este motivo, por exemplo, já precisamos ser perdoados por Deus. Além disso, sabemos que temos falhado em outras áreas.

Sei que é difícil o perdão para alguns casos que classificamos como "impossíveis". Mas, Deus, na sua infinita graça e misericórdia, nos dará forças para desistir de cobrar, por nós mesmos, entendendo que Ele tomará o caso em Suas mãos; quanto a nós, precisamos perdoar e seguir em paz.

Para que realmente não fique nas minhas palavras, medite nos seguintes versículos:

"Se vocês perdoam a alguém, eu também perdoo; e aquilo que perdoei, se é que havia alguma coisa para perdoar, perdoei na presença de Cristo, por amor a vocês" (2 CO 2:10 NVI).

"Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus" (Tiago 1:20).

Pense nisso.

Comentários

  1. boa noite. Gostaria de saber se assim como vc colocou aqui no seu blog , se vc em sua vida consegue colocar o perdão. Isso é uma constante no seu cotidiano ou as vezes vc se deixa inflamar pelos dardos do inimigo? Perdoar é fácil p vc, já q vc diz q é um gesto de amor< vc no seu dia a dia consegue exteriorizar esse seu amor pelo próximo? Grato

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente :) !

Obs.: Caso você tenha dificuldade em publicar seu comentário, verifique o campo Comentar como e selecione Anônimo. Depois, faça seu comentário e assine no final. Pronto! É só aguardar a publicação dele, o que normalmente faço em até 24h.

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…