Pular para o conteúdo principal

Você pode orar sério(a)

(Este texto será melhor compreendido se for lido antes João 17. Clique aqui.)

A vida cristã não é um escape emocional para onde você corre quando os problemas chegam, e então você passa a chorar e gritar.

Gosto da oração de Jesus registrada em JOÃO 17, mostra uma oração pensada, de um homem que sabia o que estava fazendo. Passos firmes e decisão, de algo que já foi muito pensado.

Antes de conhecermos a Cristo éramos cheios de problemas e confusões e no período de conversão é normal que a todo tempo tenhamos um incêndio para apagar. Contudo, com o tempo, embora teremos sempre tribulações, não são 100% das vezes que vamos orar a Deus em alta voz e com exacerbações emocionais.

A vida de Cristo é o prumo da nossa vida, e isso vale para a oração (Ele é o modelo de vida espiritual). Na oração que citei acima vemos um diálogo sério, não em termos de humor, mas se seriedade de assunto e eu não imagino Jesus orando como um projeta do Antigo testamento para descer fogo dos céus, para tratar do assunto como exposto no passagem bíblica. É uma opinião pessoal, pois Ele pondera, conversa, pensa, e entrega tudo isso nas mãos do Pai, em oração.

A oração também não precisa ser formal e engessada, onde você cai numa formalidade forense com Deus. Embora Ele seja O Juiz de toda a terra, Ele é Pai. E você pode conversar naturalmente com seu pai; às vezes você chega com problemas e alterado, às vezes rindo, às vezes sério. Você não chega todas às vezes com montanhas de problemas e emocionalmente instável. Embora possa e deve se aliviar em Cristo todas as vezes que precisar (1 Pedro 5:7).

Ou seja, a melhor coisa a fazer é orar com naturalidade, conforme seu estado e a situação sobre a qual irá orar.

Deus não vai deixar de lhe ouvir se você não colocar na frente da oração “owh... Pai santíssimo e amado...”, ou “Reverendíssimo Deus, Altíssimo Senhor...”. Ele vai ouvir você. Independente de como você falar. Se Ele ouve os ímpios em sua naturalidade para corrigir e levar ao arrependimento, não ouviria você, que está tentando fazer as coisas certas, na sua naturalidade?

Você pode orar sério até para pedir alegria! Sim, pode dizer a Deus que gostaria de ter mais momentos alegres em sua vida e a própria alegria VERDADEIRA (não empolgação emocional). Acredito que alegria verdadeira é algo que nasce do espírito, vem de dentro para fora, não de fora para dentro.

Você pode falar de coisas celestiais de forma tranquila e serena, pode manter a calma, como Jesus ensinou com seus atos (Ele nos acalma), e como ele orou.

Evidente que há circunstâncias que iremos clamar, pois... “durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão. Embora sendo Filho, ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu; e, uma vez aperfeiçoado, tornou-se a fonte de eterna salvação para todos os que lhe obedecem" HB 5:7-9.E serão muitas. 

Eu não estaria citando este versículo se quisesse distorcer a Palavra e dizer para você sepultar suas emoções. 

O que estou querendo dizer é que você não é obrigado(a) o orar em alta voz, ou formalmente, ou franzir o cenho, todas as vezes que se dirigir para Deus, achando que se não for assim Ele não vai considerar seu pedido e lhe atender. Isso pode lhe travar para orar, além de ser um grande peso emocional. Nesse mesmo versículo acima, note que a razão de ser atendido foi “reverente submissão”. Eram as ações sinceras, simples e conscientes de Cristo que davam a Ele a resposta do que pedia, Sua vida, Sua prática, Sua reverência; e hoje nós podemos ter essa vida pela Sua obra da Cruz, como também menciona João 17.

Amém.

Comentários

  1. Graça e Paz Leandro,

    Dado ao fato de carregarmos conosco muitas heranças culturais e religiosas, é muito fácil encontrarmos pessoas que esteriotipam a maneira, forma ou entonação de voz "corretas" para orarmos ao Senhor. Acredito piamente que a instrução seja o caminho mais acertado para que tenhamos melhor êxito nestas questões, especialmente quando falamos de tabus.

    Grande abraço!

    saulegoedert.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Pb. Saule, graça e paz!

    Você foi exato no diagnóstico, e também ao apontar o caminho para a solução; pois o próprio Senhor Jesus usou da instrução, na teoria e na prática, como forma de corrigir erros da espiritualidade.

    Os homens talvez só considerem atender um pedido se o mesmo vier carregado de uma bagagem, seja formal, seja apelativa emocionalmente, dependendo do contexto, e muitos quando oram a Deus se esquecem que o Pai celestial é diferente do ser humano. Com isso, para sermos ouvidos por Deus, não precisamos usar a mesma maneira que usamos para sermos ouvidos pelos homens muitas vezes. Mas, infelizmente, acontece de haver confusão.

    Obrigado pela sua visita ao blog e pelo seu comentário ao post.

    Que Deus abençoe sua vida, família e ministério.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente :) !

Obs.: Caso você tenha dificuldade em publicar seu comentário, verifique o campo Comentar como e selecione Anônimo. Depois, faça seu comentário e assine no final. Pronto! É só aguardar a publicação dele, o que normalmente faço em até 24h.

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…