Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Muito prazer, Deus. (Uma revelação dEle)

1 SM 12.22b “...pois o Senhor teve prazer em torná-los o Seu próprio povo”
Assim como o Senhor teve prazer em libertar os israelitas, fazendo deles o Seu povo, resgatando-os, também teve prazer mais tarde, em Cristo, resgatando toda a humanidade para Si mesmo.
Basta aceitar e receber Jesus como seu Salvador, e, para continuar, tê-lO como seu Senhor. E todas as lutas da vida serão acompanhadas de Deus.
Embora Deus não nos isente das batalhas, Ele é o Senhor dos exércitos, em dado momento das lutas, ao invés de desistir, dizemos: “serei guerreiro”.
Assim como Ele resgatou Israel para dar vitória sobre seus inimigos de guerra, assim Ele faz com todos os quem resgata.
Cristo resgatou você, contudo apenas com sua escolha de pertencer ao exército de Deus para vencer, é que você se torna parte do Seu povo. Do contrário é apenas expectador da vida, tendo o direito de entrada para o Reino de Deus, comprado e adquirido pelo sangue de Cristo, mas nada decidindo a respeito; durante a sua vida inteira.

...Então o Senhor disse a Samuel: ‘É este! Levante-se e unja-o'.

1 SM 16.12b “... Então o Senhor disse a Samuel: ‘É este! Levante-se e unja-o'.

Acho incrível a maneira como Deus escolheu Davi.

Davi ainda não tinha apresentado poderio militar, obras, realizações; “resultados”.
Um pouco antes Deus havia falado ao Seu profeta: “...o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração”. 1 SM 16:7b
Deus tomou como base o que viu no coração de Davi, e então o escolheu. (A Bíblia mostra que no coração de Davi havia mais do que boas intenções, mas disposição para a Palavra de Deus).
O texto mostra o Senhor escolhendo um rei, pois o que estava reinando naquele momento não agradara ao Senhor. Então Deus enviou Seu profeta para separar e treinar aquela pessoa, Davi, para o momento e tarefa planejados.
Por isso vemos a importância de “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.”Provérbios 4:23. Manter o coração limpo, de lascívia, falta de perdão, e af…

Você pode orar sério(a)

(Este texto será melhor compreendido se for lido antes João 17. Clique aqui.)
A vida cristã não é um escape emocional para onde você corre quando os problemas chegam, e então você passa a chorar e gritar.
Gosto da oração de Jesus registrada em JOÃO 17, mostra uma oração pensada, de um homem que sabia o que estava fazendo. Passos firmes e decisão, de algo que já foi muito pensado.
Antes de conhecermos a Cristo éramos cheios de problemas e confusões e no período de conversão é normal que a todo tempo tenhamos um incêndio para apagar. Contudo, com o tempo, embora teremos sempre tribulações, não são 100% das vezes que vamos orar a Deus em alta voz e com exacerbações emocionais.
A vida de Cristo é o prumo da nossa vida, e isso vale para a oração (Ele é o modelo de vida espiritual). Na oração que citei acima vemos um diálogo sério, não em termos de humor, mas se seriedade de assunto e eu não imagino Jesus orando como um projeta do Antigo testamento para descer fogo dos céus, para tratar do ass…

SEGUNDA-FEIRA... AQUI VAMOS NÓS!

Por Sérgio Muller, de Joinville-SC.
Como foi o seu final de semana? Espero que você tenha tido um Domingo de Páscoa maravilhoso!
Você conseguiu aproveitar bem o feriadão? Talvez você tenha viajado com a sua família ou passado a Páscoa em companhia de alguns parentes que fazia tempos que não via.
Quem sabe você resolveu aproveitar o feriadão mais sossegado, ficando em casa, mas ontem foi até uma igreja celebrar a Páscoa com seus irmãos de fé e teve ótimos momentos louvando ao Senhor.
Mas hoje é segunda-feira e não vai demorar muito para que as lembranças do feriadão caiam no esquecimento. Basta o dia começar e aparecerem os primeiros problemas, as primeiras contas para pagar, os novos desafios do trabalho e toda “aquela fé” parece desaparecer.
É tão fácil vivermos no “fogo espiritual” do final de semana, mas começarmos a semana totalmente distantes da presença do Senhor.
Será que Deus ficou na igreja?Será que Cristo só receberá meus louvores se todas as coisas saírem como eu desejo? Será que…

Santidade. Mais uma contribuição ao alvo.

Temos que viver em santidade neste mundo, mas não conseguimos por nós mesmo. Mas, Deus, rico em misericórdia e em firmeza para nos corrigir e nos colocar em passos santos, pelo amor e pela graça, como Pai, conselheiro e amigo, orienta e provê saída e a solução.
 “Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana deles, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza.” GL 5:24
Os Cristãos precisam viver com vitória sobre o pecado. E precisam aprender de vez a lutar contra isso. E entender que não há grau de bacharel em santidade, ou seja, você não se esforça por um tempo para atingir um conhecimento e uma meta, depois se gradua numa noite, e nunca mais precisa passar por aquela etapa novamente, tendo um diploma na parede e um título para o resto da vida.
É claro que as coisas melhoram com o tempo de luta contra o pecado, mas você precisa entender que a vida espiritual não é como descrito acima, ela está mais ligada e comparada à alimentação e exercícios, do que ao estudo …

O jovem rico e os líderes de hoje

Post extraído do blog Papo de Teólogo
Estava refletindo esses dias em Marcos 10, capítulo que nos traz a passagem do jovem rico, que questiona a Jesus o que deve fazer para herdar a vida eterna. A resposta de Jesus é de uma simplicidade tremenda, mas entendam; ser simplista não quer dizer ser simplório. A simples resposta de Jesus tem uma profundidade que deixou o jovem rico atordoado. Jesus cita os mandamentos de Moisés, algo extremamente comum para um judeu e, obviamente, o jovem rico já sabia de tudo isso. Porém, Jesus termina dizendo algo que deixa o jovem atordoado: Caramba! Mas vender tudo o que tem? E dar aos pobres?! Pois é. Jesus não se interessava pelo status social do jovem, nem pelas facilidades que suas riquezas trariam. Se o jovem quisesse, ele poderia se despojar de seus bens e seguir a Jesus de mãos vazias, mostrando desprendimento. E o foco dessa reflexão não é o fator de possuir riquezas ou não; mas a resposta de Jesus. Jesus poderia pensar: “Com o dinheiro desse jovem,…

John Wesley, uma vida longa em poucas palavras

A vida de um homem que com sua paixão por Deus mexeu com a vida espiritual dos ingleses e com a estrutura social de seu país. 
Por Christian History & Biography 
John Wesley nasceu em 1703 e sua infância foi fortemente influenciada por sua mãe, uma mulher rígida e piedosa. Seu pai era um homem difícil de se agradar. Sua mãe acreditava que os desejos das crianças deviam ser subjugados e que eles deveriam ser disciplinados quando não se comportassem. John era o décimo quarto filho. Ele teria morrido em um incêndio em Epworth Rectory se não tivesse sido arrancado das chamas por um vizinho. Na época tinha sete anos e depois disso sua mãe o lembrou várias vezes que ele era “um tição colhido do fogo”. Mais tarde ele teve a certeza de que tinha sido poupado por um propósito, servir a Deus.
Samuel, o pai de John, era um erudito, que por muitos anos trabalhou em uma obra monumental sobre o livro de Jó. Um pregador severo, para não dizer implacável, uma vez exigiu que uma adúltera andasse nas …