Pular para o conteúdo principal

FÉ E VALORES - Parte 2

(Este texto é continuação da parte 1, se não a leu, acesse: http://www.leandrohdias.com/2011/03/fe-e-valores.html)

Vamos à Palavra para tratar do assunto:

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. HB 11:1
Nada disso é visível: O Novo Nascimento, o novo homem, o velho homem, a Cruz e o próprio Jesus Cristo encarnado para nós nesta época, o Diabo, os anjos, Deus, o Espírito Santo enviado, o céu, o inferno, o porvir, a eternidade, a Jerusalém celestial, o Juízo Final... e acreditamos e/ou vivemos essas coisas pela nossa fé. Mas trocaram tal conteúdo pelo carro de luxo, pela mansão, pela empresa, e por esta terra, com placa de “gospel”, ou não tomaram o cuidado para ensinar corretamente, pois não é que não possamos receber, e que Deus não queira dar, as coisas materiais (e que também virão por fé, e segundo o propósito de Deus para cada um, conforme Seu Reino), mas é que não tomaram nenhum cuidado para corrigir possíveis distorções, E PARA TRAÇAR PRIORIDADES.

“Pois foi por meio dela [da fé]  que os antigos receberam bom testemunho”. HB 11:2
O que receberam? Tesouros? Carrões? Eles não receberam matéria, castelos, mas o bom testemunho.

“Pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que aquilo que se vê não foi feito do que é visível”. HB 11:3
A fé é para entendermos as coisas da vida. Diante de um evolucionista, por exemplo, você simplesmente responde que entende a criação pela sua fé. Ninguém pode questionar isso, porque é seu. Sua escolha, sua opção. Sabemos que é pela graça, é um dom de Deus, só o mundo não sabe disso. Nesta nossa época plural, onde cada um pensa o que quer, acredita no que quer e escolhe o que bem entende; o pensar, crer, escolher e fazer OU NÃO FAZER, conforme a verdade, continua sendo o caminho certo. E se não querem que questionem o caminho errado (e nem o definam como tal), então não aceito que questionem minhas escolhas.

Naturalmente nos bastidores, nós estaremos como Davi, clamando: “Senhor, não farei tal ato desonesto, mas preciso DO SENHOR, Sua estratégia, graça e bênção para poder quitar em dia as contas de tal projeto que o Senhor direcionou”. AQUI SIM o receber algo material pela fé faz sentido; pois glorificará a Deus e não ao ego do homem (embora abençoará o homem, conforme a visão de Deus).

“Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem. Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres”. TG 4:2-3
Pela fé as pessoas foram fiéis; ofertaram a Deus (não quiseram só receber!); tiveram intimidade com o Senhor; agiram na contra-cultura de onde estavam; passaram situações difíceis – inclusive materiais –; receberam milagres de acordo com os planos de Deus, como o filho de Abraão e Sara, Isaque, para uma descendência incontável de pessoas para o propósito Divino; aguardaram coisas que não receberam, pois esperaram algo melhor. E a Bíblia diz que Deus não se envergonhou de ser chamado do Deus deles! (HB 11:16). Pela fé essas pessoas recusaram o mundo. (Confira tais casos concretos em Hebreus 11).
O cap. 12 de Hebreus continua dizendo que, aceitemos a disciplina de Deus, tenhamos os olhos em JESUS, vivamos de maneira santa, em caminhos retos, em paz, sem mágoas, com temor e reverência a Deus... fé é para VIVER VALORES! É isso que é viver pela fé, em resumo, e antes de qualquer coisa.

Se as prioridades não estiverem sendo essas na caminhada cristã, ou se houver exclusão do essencial, não se está vivendo a fé. É duro, mas é a verdade. VEJA: não é errado pedir a Deus algo material, e Deus lhe atende. A questão é reduzir a FÉ a somente essas coisas: SÓ MILAGRES, SÓ CURA, SÓ DINHEIRO, SÓ DEMÔNIO SAINDO (OU ENTRANDO) e SÓ EU SENDO ATENDIDO NA HORA QUE EU QUERO. Quiseram reformar a fé reformada no século XVI, cujos pontos basilares são: SÓ A FÉ (para salvação), só a graça, só a Escritura, só O Cristo, só a Deus a glória; e a transformaram neste grande hipermercado de Deus, onde eu creio, faço força com o rosto, grito, aperto as mãos, falo forte, determino e... recebo: o que eu escolher (nem vamos entrar na questão da Soberania, senão vamos ter muitas linhas ainda; fica para uma próxima).

O propósito da fé na Bíblia, em todo o seu contexto, é muito diferente da fé televisiva. Não vou dizer que não tenham o seu lugar, os tele-evangelistas, creio MESMO que muitos e muitos frutos são produzidos ali, acredito que há ministros que estão num plano de Deus na televisão, de verdade! Mas o que tenho visto é a dominação do homem sobre planos que eram santos, e as distorções que isso causa, e as muitas heresias. Meu receio é que as pessoas continuem ali, nestas igrejas, por muito tempo, correndo risco por causa das distorções, sem mais do Reino de Deus, e da Verdade para continuar. E que a Igreja continue no patamar que está, mas não ficará porque “certamente não dormitará nem dormirá o guarda de Israel” (SL 121:4). Somos o Israel de Deus.

A fé não é para agradar o ego do homem, mas para estabelecer um relacionamento com Deus; a fé que opera pelo amor (GL 5:6), e não pela moeda(K).

Comentários

  1. Você tem toda a razão ao escrever esse artigo. Nesse novo século, os crentes estão tendo ensinamentos errados, a fé não se fala mais e se fala são apenas palavras, na pratica dentro da Igreja não esta acontecendo.

    Resumindo, as coisas estão fora de controle, somente as mentes pensantes e aqueles que tem o dom do amor e disernimento estão conseguindo entender o que esta se passando.

    Oscar Correia
    CT

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente :) !

Obs.: Caso você tenha dificuldade em publicar seu comentário, verifique o campo Comentar como e selecione Anônimo. Depois, faça seu comentário e assine no final. Pronto! É só aguardar a publicação dele, o que normalmente faço em até 24h.

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…