Pular para o conteúdo principal

Deus ama você!

"Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas" MT 10:20 NVI

As pessoas de hoje rebelam-se contra qualquer tipo de repreensão, ensino; querem viver a sua própria opinião.

Até entendo de certa forma este tipo de rebelião a um jugo pesado, uma dominação sem sentido, a tirania.

Conquanto tenhamos tido muitos movimentos que nos libertaram de jugos opressores, as pessoas deram vazão a algo além do que querer ter sua liberdade respeitada. Muitas e milhares emendaram à libertação de uma opressão, sua rebelião contra Deus e os valores da Sua Palavra. Um jugo é um cabresto, e precisamos dele de uma certa forma sobre nós, para nos conter com temor a Deus e à Sua Palavra, ainda que o amemos e Ele a nós.

Sempre que se fala de valores, gritam: "não queremos cabresto!" fazendo menção à coisas até corretas de se rebelar, mas, como eu disse, emendando o erro, fazendo-o pegar carona no que é lícito, como é típico da natureza humana.

"Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão. Embora sendo Filho, ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu; e, uma vez aperfeiçoado, tornou-se a fonte de eterna salvação para todos os que lhe obedecem" HB 5:7-9

Além da Kenosis, a doutrina teológica do esvaziamento de Cristo baseada em Filipenses 2:5-11, vemos nesta parte da Escritura acima que Jesus teve, como consequencia, uma reverente submissão, que foi ouvido por isso, e portanto tornou-se fonte de salvação aos que lhe obedecem.

Podemos tirar algumas coisas daqui, mesmo com o pouco exposto.

1) Queremos ser ouvidos por Deus, mas não queremos ser reverentes, nem submissos, nem as duas coisas juntas.

2) Queremos nos rebelar contra cabrestos, mas não queremos reconhecer que precisamos tomar um jugo sobre nós. Mesmo Jesus nos comunicando que Ele é manso e humilde de coração e que seu jugo é leve. Achamos que vamos dar conta de tudo: "é só me libertar que vou fazer tudo certo, eu sei fazer!". Engano!

3) Queremos dizer que amamos a Deus e etc, mesmo a Escritura dEle deixando claro que temos que obedecer, seguir Sua mensagem, levar nossa cruz conosco (morte para o pecado).

4) Mesmo a Bíblia deixando claro que Jesus tornou-se fonte de salvação para aqueles que Lhe obedecem, como Ele mesmo fez e faz com relação a Deus Pai, achamos que Deus é amor e só devemos dizer que Deus é 10, que Ele é maravilhoso, que é linda Sua criação... mas receber ensino dEle, para a vida conforme a Palavra não queremos.

5) Queremos nos rebelar de todas essas coisas e viver conforme nossa opinião. A opinião das pessoas foi supervalorizada neste século, além da conta, mais do que a Palavra de Deus. Queremos a palavra do homem. #lastimável

Oh! Geração incrédula e fria, que precisa se quebrar para Deus!

O que vemos é que precisamos parar e prestar atenção na Palavra, além de opinar sobre Ela.

Já percebeu como as pessoas não gostam que ensinem nada a elas? E Jesus disse que aprendêssemos dEle PORQUE é manso e humilde (embora tenha toda autoridade, poder e soberania), mas mesmo assim não querem. Querem dar suas opiniões, dizer que todos fazem também, então pode...

Gente! A questão é voltar-se para Jesus, para Seus ensinos, para Sua Palavra.

Sua experiência com Cristo deve ser marcada por singularidade, é personalizada. E conduz a vida eterna.

Da próxima vez que ouvir da Palavra, a voz de Deus, que deve aprender, e tomar um jugo, simplesmente faça. Aceite, este você e eu devemos aceitar. Nos rebelamos contra qualquer tipo de jugo, sim, contra o humano sim, mas não contra o Divino, a este temos que nos acomodar (é isso mesmo!!), aceitar, porque não tem o propósito do humano, que é de dominar, mas o Divino de apascentar, cuidar. Se sua natureza humana levanta desconfiança sobre isso, confie em Deus para Ele por sobre você Seu jugo, que é leve e é para lhe afastar do que é mal para você. Mesmo que tenha aparência de bom, só Ele sabe de todas as coisas.

Jesus é o pastor das nossas almas. Aceitemos isso para nossa vida mudar.

Deus ama você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…