Pular para o conteúdo principal

Seja homem

Mateus 15:19-20a: “Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem”.

Não é a condição civil do homem que vai fazer com que ele deixe ou não a prostituição. Não é dizer que era só quando solteiro e depois que casou não pende mais para a prostituição.

Isto está no coração da humanidade (homem e mulher). “Agora o homem se tornou como um de nós, conhecendo o bem e o mau” (Gn 3.22a). Está na alma do homem a maldade. Ele não se tornou imoral porque praticava a prostituição, mas praticava porque a maldade estava no seu coração. A prática agravou e aumentou a ferida, que já era bastante grave, mas não originou.

Há alguns que aconselham jovens rapazes a procurar e praticar a prostituição para desenvolver a masculinidade e para ir ‘se soltando’. Trabalhei com um jovem que toda sua vida de solteiro “curtiu” com muitas prostitutas. Pagas ou não. Era um cara sarado, como dizem, e facilmente conseguia o que queria. O fato é que um dia ele me disse – em lágrimas (ele era crente): “eu preferia ter conhecido tudo o que conheci sobre sexo com uma única mulher – a minha – do que ter tido toda a experiência que tive antes. Isso parece que fica cravado nos poros e simplesmente não consigo me libertar, não consigo me satisfazer somente com a minha mulher. E ela é pura não sabe nada do que eu quero na cama”. Jamais vou esquecer aquela cena, aquele marmanjão forte na minha frente, encurvado, chorando pelo o que acreditou ser o máximo durante toda a sua vida. Aquilo foi uma profunda lição do Senhor para mim.

Eu vi de perto que ele tentou se afastar da prática da prostituição e melhorou muito. Estava em adultério quando o conheci, mas lutou bravamente, oramos e jejuamos juntos muitas vezes, sua mulher o perdoou, procuramos pastores para ajudar e de fato Deus mudou sua história. Deus faz e age. Contudo, ele continuava a lutar contra os desejos no seu coração. Ele mesmo, antes, achava que depois que casasse deixaria tudo e aquilo, era só para ‘aproveitar’ enquanto estava solteiro. Ele se separou, arrumou outro filho com uma mulher, depois voltou para a sua, e, não sei como está hoje...

Cara, se tentarem te seduzir para "curtir", ou apelando para o desenvolvimento da sua masculinidade desta forma (o que leva você a um auto-engano) lembre-se do que conversamos, porque isso tudo irá refletir na sua vida de casado, de verdade; Deus pode mudar – de verdade também – mas haverá uma grande luta e dores. E isto é sério, não é curtição.

Você desenvolve sua masculinidade dada por Deus de várias formas, inclusive com sua mulher a sós, no seu quarto. Ser homem implica em um conselho dado pelo rei Davi, prestes a morrer a seu filho e para todos nós:

1 Reis 2
1 E aproximaram-se os dias da morte de Davi; e deu ele ordem a Salomão, seu filho, dizendo:
2 Eu vou pelo caminho de toda a terra; esforça-te, pois, e sê homem.
3 E guarda a ordenança do SENHOR teu Deus, para andares nos seus caminhos, e para guardares os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na lei de Moisés; para que prosperes em tudo quanto fizeres, e para onde quer que fores.

Seja aonde for, esteja onde estiver, sê homem, pegue sua Bíblia e leia, forje sua cultura e masculinidade nas Escrituras Sagradas e seja feliz. Embora do coração venham as maldades, da Escritura, iluminada pelo Espírito, vem a correção do caminho mal do homem e trilhos para o sucesso: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra" 2 Tm 3.16.

Pense nisso, cara.

Comentários

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz, comente :) !

Obs.: Caso você tenha dificuldade em publicar seu comentário, verifique o campo Comentar como e selecione Anônimo. Depois, faça seu comentário e assine no final. Pronto! É só aguardar a publicação dele, o que normalmente faço em até 24h.

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…