Pular para o conteúdo principal

Masculinidade - Parte 1/2


O presente mundo nos vendeu um conceito errado sobre o que é ser homem, desconstruindo qualquer idéia bíblica que pudesse existir no conceito de masculino; e permanece construindo outra, com base no pecado. 

Cabe à Igreja, conforme a Palavra de Deus, e isto aos seus homens, reconstruir para si ‘masculinidade’ visando limpar-se do pensamento secular, vivendo seu gênero conforme fez O nosso Criador e levar esta idéia (correta, conforme o Cânon) para o mundo. 

Para transmitir esta idéia a outros homens é necessário atrair sua atenção, isso inicialmente na igreja e logo em seguida no mundo. Para tanto, é importante observar os interesses dos homens, atentando nossa natureza (não a pecaminosa, mas a da criação) mais prática e voltada para atuar no cotidiano, sobretudo no trabalho e naturalmente para o casamento, a família, os amigos e o lazer. 

Neste tocante temos o livro de Provérbios que é fonte para muito do que buscamos, podemos e devemos pedir ao Senhor que nos abençoe e direcione para extrair desta parte da Palavra (e de toda ela) como o homem pode ser e se realizar, em conformidade como Deus o criou, obedecendo aos propósitos Divinos definidos para esta terra, contudo visando o porvir. Ellisen (2005, p. 148) diz que na “Literatura de Sabedoria do Antigo Testamento” - referindo-se a Jó, Provérbios e Eclesiastes - os “sábios procuravam aplicar princípios divinos para o homem comum, não somente para que ele pudesse melhor aproveitar a vida, como também para que tivesse melhor perspectiva em termos de perseguir um ideal”, e nós temos acesso a tal Palavra pela Cruz, e cremos que a Palavra de Deus é eterna e jamais passará, é viva e eficaz, e que assim ainda é para nós hoje. Além disso, existem cursos bíblicos voltados ao homem e os seus propósitos, conforme a Palavra. 

Certamente a Bíblia apresenta um padrão masculino: Adão, antes da Queda, é o começo e pode ser tomado como uma matriz de Deus. Adão tinha propósitos, um projeto profissional (dado por Deus: cuidar do Éden, dar nome aos animais...), um casamento na provisão e direção do Senhor, comunhão com seu Deus e uma missão sobre a face da terra: multiplicar, dominar e continuar atento à voz de Deus (vide Gênesis 1 e 2). Tinha também limites, em obediência a Palavra (caso da árvore do conhecimento do bem e do mal, e a ordem em relação a ela). Com Adão podemos ver os principais propósitos dados por Deus para homens sobre a face da terra, e começar a aprender sobre o assunto na visão divina. Também podemos mirar as conseqüências dos atos de Adão e aprender com sua vida e seus erros, para diminuir os nossos. Embora vivamos após a Queda, também estamos na época posterior a Cruz, e esta foi e é maior do que aquela: 

"Entretanto, não há comparação entre a dádiva e a transgressão. Pois se muitos morreram por causa da transgressão de um só, muito mais a graça de Deus, isto é, a dádiva pela graça de um só homem, Jesus Cristo, transbordou para muitos! Não se pode comparar a dádiva de Deus com a conseqüência do pecado de um só homem: por um pecado veio o julgamento que trouxe condenação, mas a dádiva decorreu de muitas transgressões e trouxe justificação. Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo” (RM 5:15-17 NVI). 

Assim a Palavra segue dando um mapa para o homem moderno, como proveu ao do passado e proverá para o do futuro; a Palavra jamais passará, e apresenta a masculinidade baseada na mente de Deus, portanto no que é verdade. Davi disse a Salomão, numa conversa entre homens: “Aproximando-se os dias da morte de Davi, deu ele ordens a Salomão, seu filho, dizendo: Eu vou pelo caminho de todos os mortais. Coragem, pois, e sê homem! Guarda os preceitos do SENHOR, teu Deus, para andares nos seus caminhos, para guardares os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na Lei de Moisés, para que prosperes em tudo quanto fizeres e por onde quer que fores.” (2 RS 2:2-3 ARA). 

Na próxima parte veremos a distância do que é ser masculino, segundo A Palavra do Criador dos machos, e sobre buscá-lO para vivermos como homens, da maneira que Ele espera.

Parte 2: http://leandrohdias.blogspot.com/2011/01/masculinidade-parte-2.html

___________
ANOTAÇÃO:
ELLISEN, Stanley A. Conheça melhor o Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2005.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…