Pular para o conteúdo principal

Aproximar-se de Deus é andar em pureza

Não se concebe andar com Deus, ter um relacionamento com Ele, sem ponderar estar puro espiritual e moralmente, mesmo que você tenha todo conhecimento acerca da Sua Palavra e saiba viver no meio do Seu povo - a Igreja.

Romanos 8 fala a respeito da vida pelo Espírito, trata de uma vida de liberdade e vitória espiritual. Isto remete aos estágios anteriores: prisão e lutas, que, a propósito, o apóstolo Paulo cita no capítulo 7. Aborda duas mentalidades, a da carne e a do Espírito (Santo). A espítola é escrita a cristãos, pessoas convertidas, e coloca que quem é dominado/a pela carne (nem é por demônios) não pode agradar a Deus. Isto prova que é possível alguém que crê estar vivendo com mentalidade da carne.

Contudo, o v. 11 diz: "E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais, por meio do Seu Espírito que habita em vocês". Independente da presença de alguém para lhe discipular você tem um Espírito habitando em você que produz vida. Santidade é vida.

Somos feitos filhos de Deus, Este Santo, Jesus veio à terra e nasceu em carne, como filho do homem, para nos salvar; e agora nós nascemos no espírito, como filhos de Deus, para andarmos em santidade. "Pois aquele que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de Seu Filho" (v.29b). E Ele proveu para que tivéssesmos esta pureza: "E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou [com a Obra e Vida de Jesus]; aos que justificou também glorificou" (v. 30).

Interessante que nos dois versículos seguintes, muito conhecidos, O Espírito Santo por meio de Paulo está falando o tempo todo de pureza, santidade. Não está, a priori, expondo sobre batalhas deste século (materiais, financeiras e até familiares); precisamos ser sinceros em relação a isso:

"Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou Seu próprio Filho, mas o entregou por nós, como não nos dará juntamente com Ele, e de graça, todas as outras coisas?" (vs. 31-32).

O contexto é de vida santa, pura, quem diria... Mas a leitura de muitos hoje é materialista, capitalista. Aqui está tratando de coisas espirituais, deste tipo de bênção, a princípio. Sim, nós sabemos por percorrer o Cânon que Deus dá vitórias em todas as áreas da vida, material inclusive, mas o início deve sempre ser o espiritual, moral e santo. Enoja ver alguns buscando a Deus só por princípios materialistas. Mas fomos ensinados assim, a buscar as bênção de Deus, Sua direção (para nossos princípios egoístas), Sua graça; mas não a obediência a Ele. Mesmo os que pregam bênçãos e a vida no Espírito, continuam enfatizando somente as bênçãos materiais, familiares... e fica num egoísmo pois ninguém quer obedecer ao que Deus coloca em Sua Palavra, só querem sua parte e conquistas. Mas Deus tem propósitos muito maiores, elevados, à Sua Igreja.

Mais dois versículos abaixo dizem coisas interessantes: v. 33: "Quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica". V. 34: "Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está a direita de Deus, e também intercede por nós". No v. 33 usamos como escudo ao entrar em contenda com alguém, mas o texto está tratando de uma possível acusação contra a nossa salvação, - inclusive da parte do diabo e seus servos aqui na terra - mas deixa claro que Deus nos justifica. O V. 34 mostra os 'ingredientes', por assim dizer, para nossa santidade: A morte e ressurreição de Cristo e Sua constante atuação em nosso favor no céu.

Aproximar-se de Deus é andar em pureza, inclusive ao ler a Bíblia, tendo uma perspectiva correta na interpretação de seus textos, sabendo que Deus cuida de nós em todas as circustâncias, mas antes de tudo, - matéria e vitórias em nossa família -, Ele quer nos ver vivendo a vida espiritualmente e não de maneira carnal. Feito isso - pela Sua graça - todas as outras coisas até ocorrem como conseqüência desta escolha correta, conforme a máxima da Bíblia, que diz: "Busquem, pois em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas" (Mt 6.33). E lembre-se que a questão é buscar, não conseguir por si próprio. Mas é de conseguir, o caminho é esse, pela graça.

Pense nisso. Um abraço,

Leandro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A experiência de continuar sendo salvo

Convido você a assistir este vídeo onde exponho a mensagem bíblica: "A experiência de continuar sendo salvo".



Gostou do vídeo? Compartilhe no Facebook, no Twitter e nas demais plataformas usando a ferramenta abaixo. Sugira novos temas. Deixe seu comentário abaixo.

FORMATURA CASADOS PARA SEMPRE - Turma IBMA 2012 / 1º Semestre

O Curso "Casados para sempre" tem alcançado pessoas ao redor do mundo todo com uma visão bíblica sobre casamento.
No dia 03 de junho de 2012 tivemos a formatura da primeira turma da Igreja Batista Maysa I, pela graça e bençãos de Deus.

A formatura aconteceu no culto de domingo a noite, e o pastor nos repassou a direção do mesmo, assim fizemos um culto das famílias para Deus. O Senhor nos abençoou com uma Palavra edificante e profunda, confirmando cada vez a suficiência da Bíblia em fornecer toda a direção necessária para a vida humana, sobretudo familiar, por meio da fé em Jesus Cristo, com a ação do Espírito Santo, pela graça de Deus.

Os casais tiveram o momento de testemunhar e cada cônjuge falou aquilo que Deus fez nas suas vidas, o que começou e está continuando. Falaram das aulas que mais gostaram e incentivaram, de livre vontade, os presentes a fazerem o Casados para Sempre. Todos os testemunhos, sem exceção, foram sinceros e demonstraram aquilo que Deus operou por mei…

GRANDES projetos, mas sem DEUS (Julio Oliveira Sanches)

Na vida diária temos muitos detalhes que fazem a diferença para os sucessos que desejamos (no sentido de objetivos serem atingidos). Escrevendo para O Jornal Batista (Ano CXIII, Edição 10), o pastor Julio Oliveira Sanches comentou acerca de grandes projetos que essa era tem feito, mas excluindo Deus, e, portanto, as consequencias colhidas. Preste muita atenção nas suas colocações, pois foi exatamente o que me fez escolher este artigo para a semana. Os destaques são meus. Confira na íntegra abaixo:

Faz parte da natureza corrompida pelo pecado "sonhar” grandes projetos para Deus, mas sem respaldo da aprovação divina. Uma tentativa de comprar os favores divinos e compensar os pecados não confessados e não perdoados. Deus não é consultado, tampouco participa da elaboração e execução das megalomanias humanas. O nome de Deus é citado como fetiche aprovador das maluquices humanas. Cabe a Deus dar a aprovação final com suas bênçãos para que o sucesso alimente os egos desequilibrados dos q…